logo
Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia.
Rua Senador Theotônio Vilela, número 110, Edifício Cidadella Center II, Sala 407, Brotas Salvador- Bahia
(55) 71 3354 4138
sinaprobahia@sinaprobahia.com.br
Siga-nos
Siga-nos

(71) 3354-4138

Rua Senador Theotônio Vilela, Ed. Cidadella Center II, Sala 407

Seg - Sex 9.00 - 18.00

Dois novos nichos no Marketing de Influência

Dois novos nichos no Marketing de Influência

A nível global estamos vivendo reestruturações muito grandes. Trazendo para o contexto do Marketing de Digital, em especial o de influência, estamos vivendo uma mudança no papel dos influenciadores.

Há alguns anos, aconteceu o boom dos influencers: contas e vidas perfeitas que estimulavam o consumo de milhões de usuários pelo mundo, deixando de ser a vida real para ser canal de mídia. Porém, com a soma comportamental da Geração Z + a Síndrome de Burnout + Aumento de transtornos mentais, os influencers estão sofrendo um backlash, dando espaço para dois novos perfis: os “desinfluencers” e os “wise influencers”.

Está intrínseco no comportamento da Geração Z essa busca pela verdade, pela transparência, pela diversidade e, principalmente, pela naturalidade. Esta, que foi se perdendo ao longo do tempo com os famosos “recebidos”. E o impacto é tão grande que empresas, principalmente de beleza, estão se reinventando para seguir essa premissa, fugindo dos comerciais que enalteciam a feminilidade através dos cosméticos para um facilitador da beleza natural. Essa transformação é geral, o que as pessoas querem ver é a vida como ela realmente é.

A retirada dos likes pelo Instagram promoveu uma virada de chave para o fim do feed saturado e da falsa felicidade. Isso gerou uma onda rebote, onde os usuários não só se relacionam com conteúdos mais qualificados, mas também com perfis que não sejam tóxicos para a saúde mental.

Nesse sentido foi gerada uma nova demanda, dando palco aos wise influencers. A nova tendência é caracterizada por influenciadores que além de levaram alcance e engajamento, agregam valor e legitimidade para o projeto.

Esse movimento iniciou com os “micro influenciadores”, específicos de um nicho e que geram conteúdos reais. Nesse compasso os wise influenciadores são pessoas que já vivenciaram ou tem certos tipos de características em que há uma identificação instantânea com o público. Não basta ter um “lifestyle” é muito além disso: é fortalecer vínculos por meio do exemplo legitimado, ativando alguns gatilhos mentais na cabeça do consumidor.

E, para demonstrar como essa tendência é real, um exemplo no Brasil é a nova campanha da Prefeitura de São Paulo traz Thelma Assis, vencedora da edição 2020 como protagonista. Ela encabeçará uma série de ações para conscientizar os paulistanos sobre a importância de ficar em casa, durante a pandemia do Covid19.

Thelma. Médica. Paulistana. Figura pública. Negra. Da periferia. Bolsista. Profissional da saúde.

Ela ganhou visibilidade, legitimada pela sua história e através da responsabilidade social e consciência sobre o papel que desempenha na sociedade foi escolhida para tal. Dessa maneira, os gatilhos neurais e a sentimentação provocada por ela no público, nos mostra que a escolha de influenciadores, baseados em propósitos e valores, ao invés de números, tem sido uma tendência real.

No Comments

Post a Comment